Casamentos


O Ser humano não foi feito para viver sozinho,  e só nos tornamos plenamente humanos quando compartilhamos a vida com alguém.


Uma das formas de experimentar uma comunidade de amor é o casamento ou matrimônio. O casamento cristão é um sacramento, um ato solene e público de uma união espiritual e física entre um homem e uma mulher, celebrado por consentimento mútuo e íntimo e com a intenção de que seja para toda a vida.


O Livro de Oração Comum afirma que a procriação não é a meta principal e exclusiva do casamento. Pelo contrário, em primeiro lugar está a edificação mútua, ajuda e consolo recíprocos em qualquer situação. Por fim, havendo possibilidade, deseja-se a procriação dos filhos e sua educação no conhecimento e no amor de Deus.


Amar é uma experiência profundamente humana. Quando se decide submeter esse amor à vontade de Deus, ele assume o testemunho do próprio amor divino. No matrimônio, Deus oferece seu próprio amor para fortalecer e nutrir a vida dos nubentes.



Neste Sacramento, a Igreja funciona como testemunha da manifestação da vontade dos nubentes, declarando a bênção de Deus sobre essas vontades. Na verdade, são os nubentes os verdadeiros ministros e os responsáveis por sua implementação, sem, contudo, prescindirem do apoio de toda a comunidade. Partilhar a vida com um(a) companheiro(a) tem importantes implicações especialmente em meio à sociedade atual. No entanto, o dever da Igreja é oferecer subsídios para que o casal possa experimentar a fidelidade, o serviço desinteressado ao outro e a promoção da dignidade entre ambos.

O casamento cristão é um sacramento, um ato solene e público de uma união espiritual e física entre um homem e uma mulher, celebrado por consentimento mútuo e íntimo e com a intenção de que seja para toda a vida.


Casamento AnglicanoA Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, celebra o matrimônio entre duas pessoas de sexos diferentes depois de cumpridas as seguintes exigências:

1) Prova de habilitação para casar, de acordo com a legislação civil em vigor;

2) Publicação ou anúncio dos proclamas;

3) Palestras do celebrante com os nubentes em caráter pastoral;

4) Um dos nubentes, pelo menos deve ser batizado.


A celebração do casamento é um ato público e só pode ser realizado na presença de duas testemunhas (no mínimo), em dia, hora e local previamente anunciados.

O Sacramento do matrimônio sempre foi compreendido como um sacramento permanente e único, para toda a vida. Porém, com as constantes transformações nos valores e padrões culturais, sociais e familiares, com o advento e a legislação do divórcio, e seu reconhecimento pela Igreja Anglicana, foi permitida às pessoas uma nova oportunidade, uma outra possibilidade de refazer sua vida conjugal.

A Igreja necessita oferecer o socorro espiritual de que precisam, para refazerem suas vidas e experimentarem a misericórdia de Deus. Por isso, admite-se a possibilidade de as pessoas, acompanhadas pastoralmente, reconstruírem-se afetivamente com novo(a) parceiro(a) sem perda do valor intrínseco do Sacramento.

O Fracasso de um amor não é o fracasso do amor. As segundas núpcias são precedidas de um cuidadoso processo de acompanhamento pastoral que passa, inclusive, pelo Bispo Diocesano e deve ter um parecer favorável deste para que possam ser efetivadas legal e sacramentalmente.


Regulamento para Casamentos


 "O que Deus uniu não os separe o homem" (Mateus, 19:6)


Esta ocasião é muito especial na vida de um casal; seu enlace matrimonial receberá a bênção de Deus e é uma cerimônia que merece todo o respeito do casal, de seus familiares e de seus amigos e convidados. É um encontro festivo e alegre. 


Vocês estão em uma Igreja Cristã, que está aberta aos irmãos, membros de outras Igrejas, pois cremos que todos nós fazemos parte do mesmo grande Rebanho de Nosso Senhor Jesus Cristo. Colocamos o nosso Templo à disposição, com prazer, mas estabelecemos certos requisitos que devem ser observados.  

                                    


RESERVA DA DATA
a) Pode ser feita com até um ano de antecedência, sendo que os casamentos serão celebrados aos sábados, nos seguintes horários: às 11h:00 e 13h:00, e às 17h00, 18h:30 e 20h:00.
b) Uma taxa, estabelecida pela junta paroquial, cobrirá diversas despesas que a Igreja tem com honorários de quem a serve e com a conservação do patrimônio, para que possamos atender bem a todos.

Importante:

O Pagamento da taxa e a devolução de um formulário com informações para registros do casamento deverão ser feitos até dez dias antes da realização da cerimônia.

A taxa de utilização do templo não inclui o direito de modificar a posição dos móveis e outros objetos da Igreja, por exemplo, Altar, Púlpito, Castiçais e Pertences da Paróquia, o que é terminantemente proibido.


DOCUMENTAÇÃO
a) preencher e assinar ficha de registro fornecido pela Igreja;
b) certidão de batismo;
c) certidão de habilitação para casamento civil.


OFICIANTE ANGLICANO

O oficiante principal da cerimônia deve ser um dos ministros desta Igreja ou ministro de Igrejas que estejam filiadas ao CONIC – CONSELHO NACIONAL DE IGREJAS CRISTÃS. Todavia, se os noivos desejarem, o ministro de sua Igreja poderá participar como cooficiante, combinando com o oficiante a parte que lhe cabe na Liturgia, com a devida antecedência.


OFICIANTE CRISTÃO

Quando a cerimônia for realizada por outro ministro de uma Igreja Cristã, o solicitante deve fornecer carta, confirmando:
a) A realização do casamento em nossa Igreja; o nome do ministro ordenado que celebrará o casamento, que será levado a registro.
b) O nome dos noivos, dos quais pelo menos um é batizado; a data em que será celebrado o casamento religioso.
c) Que se responsabilizam pelo cumprimento das exigências legais quanto ao casamento civil.
d) O casamento civil deverá ser realizado antes da cerimônia religiosa.


PONTUALIDADE
Para que o enlace seja celebrado com solenização litúrgica, é importante respeitar o horário estabelcido previamente.

Se a noiva atrasar, a cerimônia será abreviada, o que é desconfortável em dia de festa. Marque-se, no convite, um horário anterior ao fixado pela Igreja (com 30 minutos de antecedência);

O noivo e os padrinhos deverão chegar cerca de 30 minutos antes da hora marcada, para uma melhor organização em relação à cerimônia.


CASAMENTO RELIGIOSO COM EFEITO CIVIL
Nos termos da lei federal n.º 6015/73, é possível realizar casamentos religiosos com efeito civil, ou seja o ministro que estiver oficiando o casamento fará também o civil.


Pedimos que nos seja comunicado com aproximadamente 30 dias de antecedência o nome dos profissionais que irão executar os serviços em seu casamento.


CANCELAMENTO
Caso haja cancelamento do casamento, a taxa não será devolvida.


DECORAÇÃO
Quanto à decoração, havendo mais de um casamento, as noivas devem ratear entre si as despesas. Se a confirmação da data por parte de um dos casais for posterior à escolha das outras noivas, entrem em contato com elas para saber sua participação nos custos.


Os irmãos e amigos são bem-vindos e estamos ao seu dispor.